Farmacovigilância


Informe as reações indesejadas ocorridas com o uso de nossos medicamentos através do Serviço de Atendimento ao Consumidor da Hisamitsu.


Dúvidas frequentes:



O que fazer quando estiver usando um medicamento da linha SALONPAS® ou SALONSIP® e surgirem reações indesejadas?

Suspenda o uso imediatamente, lave o local se ainda houver resíduo do medicamento e procure orientação médica. Se você tiver dúvidas, entre imediatamente em contato com nossa empresa através do Serviço de Atendimento ao Consumidor para que possamos ajudá-lo a esclarecê-las.


O que posso relatar à Hisamitsu®?

Qualquer reação indesejada ou falha terapêutica (falta de efeito) que acontecer durante o tratamento com os medicamentos da Hisamitsu®. Considerar também as situações de ingestão acidental, uso incorreto, abuso, intoxicação, interação medicamentosa ou uso durante a gestação e amamentação. Qualquer ocorrência durante o tratamento com um medicamento é considerada um EVENTO ADVERSO, mas pode não necessariamente ter uma relação causal com o medicamento. No entanto, esse evento adverso pode ser considerado uma REAÇÃO ADVERSA. Por isso, é importante notificar os eventos adversos, ainda que não se tenha certeza da relação causal com o medicamento suspeito. O paciente deve contar ao fabricante do medicamento, ao médico, ao farmacêutico ou a outro profissional da saúde, qualquer reação indesejada durante o tratamento com qualquer medicamento. A REAÇÃO ADVERSA, segundo a Organização Mundial da Saúde, é qualquer resposta a um medicamento que seja prejudicial, não intencional e que ocorra em doses normalmente utilizadas para o tratamento.


Quais são as reações indesejadas que posso ter utilizando os medicamentos da Hisamitsu®?

Algumas reações são observadas em pacientes que utilizam os medicamentos da linha SALONPAS® ou SALONSIP®. São reações relativamente frequentes para outros medicamentos de uso tópico, tais como irritação local, prurido (coceira), eritema (vermelhidão), erupção, lesão bolhosa, descamação, manchas, reações no local da aplicação, eczema (inflamação da pele que pode apresentar vermelhidão, inchaço, bolhas, crostas, descamação, coceira e ardência). Se você estiver usando algum desses medicamentos e sentir qualquer alteração diferente do esperado, você deve suspender o uso e consultar o médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico sobre o aparecimento dessas reações indesejável. Informe também à empresa sobre o aparecimento de reações indesejáveis, entrando em contato através do Serviço de Atendimento ao Consumidor.


Quem pode notificar a reação?

Desde que tenham em mãos as informações sobre o que aconteceu, qualquer pessoa pode notificar a reação. O próprio paciente, um familiar, amigo, colega de trabalho ou profissional da saúde (médico, dentista, farmacêutico ou enfermeiro). É muito importante ter a maior quantidade de informações possíveis para podermos analisar adequadamente a relação de causalidade da reação com o uso do medicamento.


Devo procurar o médico para tratar a reação alérgica que tive?

Sim. É importante lembrar que, é o médico que sempre deve avaliar e propor um tratamento para qualquer tipo de reação indesejada. Procure atendimento médico sempre que não houver melhora dos sintomas ou se os sintomas causarem incômodo, impossibilitando suas atividades do dia-a-dia. Conhecendo a sua história, ele é a melhor pessoa para orientá-lo adequadamente.